zildaBastante triste com a morte de Zilda Arns no terremoto de horas atrás no Haiti. Uma mulher vibrante, entusiasmada, tocada pelo servíço a Deus e à humanidade. Em 2005 foi uma das 9 personalidades brasileiras a receber o Prêmio Cidadania Mundial oferecido pela Comunidade Bahá’í do Brasil em tocante solenidade no Ministério da Juatiça. Na ocasião ela dedicou seu prêmio a todos os que lutavam para diminuir a mortalidade infantil no Brasil e no mundo. Ela foi um luminoso exemplo do que é possível fazer quando se abraça uma causa com todo o coração e a esta dedica todos os dias da vida. Descanse em paz Zilda Arns.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado