O burburinho de águas caindo sem parar enche a minha memória de fontes imaginárias que encontrei em Roma. Longe de ver a Cidade Eterna com seu Coliseu, com sua Via Ápia, com suas igrejas em cada esquina, Roma tem lugares refrescantes, como a Fontana de Trevi, a Praça da Espanha, a Igreja Santa Maria Maggiore. Cada vez que chove em Roma, parece ser o anúncio inequívoco de que uma nova fonte está sendo inaugurada nos domínios celestiais… e seu primeiro jorro parece ser em Roma. Não por acaso, Roma é a banheira em que a humanidade pela primeira vez brincou de civilização. Foi ela quem inventou o jogo de construção de império. Permanece eternamente na flor da juventude.

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado