Veneza é um imã para as energias criativas do amor. Os canais com suas gôndolas retratando outro tempo, outros séculos, com suas bandeirolas ondulando, trazem o sentimento que somente a Ponte dos Suspiros pode evocar. A lembrança de Veneza temo peso de mãos que acariciam, de um olho que se embriaga em outro olho, de um abraço que guarda o afeto do que é imperecível, imutável, avançando assim displicentemente pela eternidade do que chamamos vida. A praça de San Marco, com seus pombos em contínua revoada, e o Canal, com suas gôndolas, testemunham juras de amor que atravessam séculos.

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado